Tai comenta sobre a crise de Horn of Africa

Como muitos de vocês estão enfrentando a fadiga dos desastres? Honestamente, eu ainda estou recuperando do 11 de setembro, a partir do Tsunami, do Katrina, do Haiti, a partir de tornados no sudeste e Missouri. E nessa lista enorme, eu ainda deixei de fora o terremoto no Japão e dezenas de outros eventos catastróficos. É muito pouco para envolver minha mente. É demais para envolver meu coração.

Esta semana, eu fui observando a fome que ocorre em Horn of África, e nas últimas semanas, 29 mil crianças morreram de fome na região. Minha resposta: . Ironicamente estou mais preocupado em perder 10 quilos antes da nossa próxima turnê, estou apenas sendo honesto. Pra você ver, há 10 anos atrás, eu teria chorado, mas estou cansado de ter meu coração aquebrantado. No entanto, isso não é quem eu quero ser.

Bob Pierce, o fundador da Visão Mundial, tem uma citação profunda. Tenho pendurado isto em uma placa em meus estudos.

"Deixe meu coração ser aquebrantado pelas coisas que aquebrantam o coração de Deus."

Isso é extremamente uma declaração convincente e humilhante. Também é uma coisa perigosa para orar. Hoje, eu fiz exatamente isso. orei sobre a fome de Horn of África. Eu não estou falando sobre aquele tipo de oração, onde eu digo a Deus o que fazer e tento dobrar sua vontade para a minha com algum tipo de truque da mente Jedi. Eu estou falando sobre aquele tipo de oração, onde eu fico quieto, desligo a tv e o computador e ouço. Orei a Deus para aquebrantar meu coração pelo que aquebranta o Seu. Tudo o que eu conseguia pensar era a parábola das ovelhas e das cabras em Mateus 25:31-46.

Esta parábola termina com uma citação assustadora: Eles também responderão: 'Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?' E Ele responderá: 'Digo-lhes a verdade: O que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo' - Mateus 25; 44 e 45

Fiquei impressionado com dois pensamentos. Claramente, o coração de Deus se aquebranta quando Ele vê o sofrimento das crianças inocentes, dos pobres e dos desamparados. Isso é claro em toda escritura. Mas, eu também acho que o coração de Deus se aquebranta quando Ele vê corações como o meu. Eu acho que parte o coração de Deus ver que o seu povo não se importa.

Eu coloquei uma pergunta na página da banda no facebook: O que deveria ser a nossa resposta a este último desastre? Oração, mobilizar o nosso governo à ação, suporte de agências cristãs de ajuda, todos os itens acima ou nada?

Provavelmente não é uma grande surpresa que eu acho que devemos fazer todos os itens acima.

(Se você gostaria de me dizer que os governos não têm parte nisto e que isso é unicamente trabalho da igreja, consulte este jornal.)

Fiquei triste de ver estas respostas entre os comentários:

Onde está a sua simpatia para com as crianças pobres nos Estados Unidos? Na Geórgia? Em Marietta? No Alabama? Em Louisiana? No Havaí? Quando foi a última vez que você ouviu falar de um concerto em benefício das crianças pobres em qualquer Estado nos EUA? NUNCA! Obtenham suas prioridades e linha reta, Third Day, ou vamos parar de comprar seus discos!

Ou esta:

Eu acho que os cristãos americanos precisam se concentrar mais em nosso próprio país, e as crianças carentes sem lar aqui, do que em outros países.

Minha primeira reação foi ficar na defensiva. Eu adoraria responder que temos feito muito para ajudar as crianças de casa. Adotei uma criança pobre em minha família pelo amor de Deus, Mac adotou dois meninos, e então? Nós construímos casas com a "Habitat for Humanity" em 5 estados. Fizemos um show beneficente para as vítimas do furacão, no Alabama. Eu adoraria aplicar algum tipo de perspectiva para a escala do sofrimento. O estado de saúde Americana atual de maior preocupação para os nossos filhos é a obesidade infantil. Essas crianças estão literalmente morrendo de fome e e gritando em alta voz.

Mas, eu percebo que é uma proposta perdedora. Eu não vou ganhar esse argumento. Seus argumento são uma proposta muito arriscada. Estes fãs, ou os fãs antigos, porque eu fiz uma pergunta que eles não gostaram, estão apostando que Deus só nos considerará responsáveis ​​pelo modo como tratamos nosso vizinho mais próximo. Eles estão apostando que Deus ama mais os americanos, eles estão apostando que Deus tem alguma fórmula que dizem que 30 mil vidas Africanas valem 1 vida de uma criança americana. Na luz de Mateus 25, isso é uma aposta bastante arriscada. Honestamente, espero que eu esteja certo, assim eu seria capaz de dormir melhor. Eu só não acho que vocês estão.

O coração de Deus deve ser aquebrantado para o que está acontecendo na África. O coração de Deus deve ser também de aquebrantado para a maneira que nossos corações não são.

Ore para a África, e ore para a condição de nossos corações nos EUA.

One Campaign: http://is.gd/87YBC3
Word Vision: http://is.gd/FkZ5Qz

Escrito por Tai Anderson

Eu não me importo

No dia 11 de Maio de 2011 o guitarrista Mark Lee criou um blog para falar sobre os livros que ele lê durante as turnês, e sobre algumas outras situações que ele esteja passando. O nome deste blog é "Mark Lee dot me" e no subtítulo Mark colocou "Confira o meu blog. Ou não. Eu não me importo.", e por causa deste subtítulo ele teve que fazer um post para pedir desculpas aos leitores. Então leia o post e entenda o porque.

Começou como uma brincadeira, honesta. Quando eu criei este blog à algumas semanas atrás (Eu ainda não o-configurei, mas isso é outra história!), havia uma caixa vazia para colocar o subtítulo do blog. Se você não preenchê-lo, vai aparecer "Apenas mais um blog wordpress" ou algo assim. Bem, eu não queria ser "Apenas mais um blog wordpress", mas eu não tinha ideia do que colocar. Lembrando de um vídeo do YouTube engraçado eu vi um tempo atrás, eu digitei "Confira meu blog. Ou não. Eu não me importo." Eu realmente não dei muita atenção.

Então, quando eu decidi começar a compartilhar links para este blog no Twitter e no Facebook, eu pensei sobre como eu fico levemente irritado quando vejo outros constantemente empenhados em seus blogs no Twitter. Lembrando do subtítulo do meu blog, eu pensei que seria engraçado postar isso no Twitter também. A reação que recebi foi como ver um PT Cruiser dirigindo pela estrada: Ou as pessoas acharam que era hilariante, ou eles se sentiram ofendidos.

Enquanto isso foi feito para diversão, a última coisa que eu quero fazer é ofender as pessoas com o meu blog. O Senhor sabe que tenho o suficiente para ser ofendido; acima de qualquer coisa, meu objetivo aqui é trazer à todos um pouco de felicidade. Desculpe pela frase meio "Slingblade" . Eu vou fazer um post como um pedido de desculpas para mais tarde. Se ofende, eu vou parar de fazer isso. Este não é o meu objetivo.

Mas há algo mais profundo acontecendo. Mesmo que eu diga "Eu não me importo" como uma brincadeira, eu realmente não me importo se as pessoas lêem meu blog ou não. Deixe-me explicar...

Eu costumava me preocupar se as pessoas lêem meu blog ou não. Eu me importei muito. Ao ponto que eu comecei a verificar as estatísticas religiosamente. A ponto de avaliar o sucesso de um post ou de seu fracasso, dependendo de quantas pessoas lêem ou não. Eu tinha esquecido porque eu estava escrevendo. Em primeiro lugar, eu tenho me queimado no blog, e esse fenômeno teve um papel pequeno, mas significativo.

Em seguida, cerca de 18 meses atrás, eu li o livro "Uma Vida com Propósitos" novamente (livro excelente). E duas passagens deste livro me atingiram como uma tonelada de tijolos:

"Deus deu-lhe uma mensagem de vida para compartilhar. Quando você se tornou um crente, você também se tornou o mensageiro de Deus. Deus quer falar ao mundo através de você. Paulo disse: "Nós falamos a verdade diante de Deus, como mensageiros de Deus." Você pode sentir que não tem nada para compartilhar, mas isso é o Diabo tentando mantê-lo em silêncio." ~ Uma Vida com Propósitos, p. 289

"Escrever ajuda a esclarecer o que Deus está fazendo em sua vida... Sua vida é uma jornada, e uma viagem merece um diário." ~ Uma Vida com Propósitos, p. 308-309

Isto pode não significar muito para você, mas para mim, ler aquilo foi como aquela cena no filme Johnny Cash, onde o produtor pergunta o que ele cantava, sendo que ele estava deitado em uma vala ao lado da estrada, prestes a dar seu último suspiro. Porque você vê, somos todos assim. Podemos não estar morrendo de hoje, mas é por aí, e estamos mais perto da morte hoje do que estávamos ontem. Corremos em círculos como se nós tivéssemos todo o tempo do mundo, e o tempo está se esgotando, e rápido. Portanto, precisamos aproveitar ao máximo cada oportunidade. Precisamos "remir o tempo" (Leia Efésios 5:16). Lendo uma passagem de Warren sob essa luz particular, eu percebi que eu tenho que escrever, mesmo se ninguém ler, então que assim seja. Eu acredito que Deus coloca as coisas em nossos corações que estamos a fazer. Algumas coisas que vamos ver de imediato, enquanto outras coisas que só vamos ver do outro lado da eternidade. Não é nosso trabalho descobrir isso. Isso é trabalho de Deus. Nosso trabalho é ser obediente. E para mim, pelo menos por agora, eu sei que eu deveria estar escrevendo.

Então eu vou escrever. Eu sinceramente me preocupo com todo mundo que lê o que eu tenho a dizer. E para esse assunto, eu me preocupo com as pessoas que optam por não ler isso. Mas eu vou escrever e compartilhar o que está em meu coração, se alguém ler ou não.

Então confira o meu blog. Ou não. Eu não me importo. http://marklee.me/

Escrito por Mark Lee
"For our God is a consuming fire." - Hebrews 12:29
 
Third Day Brasil © 2011 | Designed by @patriciahb1229 - JESUS LOVES YOU